quinta-feira, 23 de maio de 2013

Isto de ir às urgências...ninguém merece.

Ontem tive uma noite do caraças. Desculpem desde já o termo, mas é o que mais encaixa. Então, estávamos eu e a pequena em casinha, depois de muita brincadeira, e de uma tarde a arrumar (ou tentar) toda a desarrumação que fica sempre por completar. Livros, dezenas deles, espalhados pela casa, foram para o sítio. Roupa arranjadinha nos armários, e roupa de inverno separadinha entre o que não serve, e o que há de servir no Outono. Sopa da princesa feita para toda a semana, e a roupa por passar já viria a seguir, completar o seu destino, que é me enlouquecer à frente daquela tábua. 

Eis que chega o pai à casa, branco, nervoso. Há dias, andava a queixar-se de um incómodo no estômago. Não era dor, nem nada. Mas sempre que chegava à casa, estava mal disposto. E sempre que fazia exercício, ou seja, todos os dias, não fosse esta a sua profissão, a pressão naquela zona intensificava. Ontem foi dia de, definitivamente, ir às urgências. O pobre homem nem queria jantar, por isso, a pobre mulher aqui vestiu uma roupa e lá foi a acompanhar. Por sorte, a titi Lala apareceu de surpresa e pôde ficar a tomar conta da M. E lá fomos nós, às 22h, rumo ao Hospital da Arrábida.

Uma das vantagens de se ir a um hospital privado, e portanto, de pagar um plano, é o não ter de esperar grande coisa. Certo? Jesus...estivemos lá por três hora. Três horas, minha gente! Isto poderia ser "aturável" à tarde...mas à noite. Ui, não. Definitivamente, não. A tia Lala nunca tinha ficado sozinha com a M por mais de meia hora, e calhou de ser justamente na horinha do "ir nanar". Então, a mãe que há em mim estava sempre de telemóvel à mão, e fez uns cinco telefonemas. Tudo óptimo. Muita brincadeira, muito pãozinho com manteiga, e nada de adormecer. Era uma farra, e aquilo se percebia pelos gritos da menina. O pai, que é daquelas pessoas mega activas, já estava a bater mal por estar sentado ali...e eu precisei ter a santa paciência. 

O pior, foi sair de lá sem diagnóstico e 60 euros mais pobres, graças a um Raio-x que não acusou nada. O meu pai costuma brincar que nas urgências, tudo é virose. Neste caso, não poderiam ir por aí...pelo que ficamos assim: uma contractura na zona do estômago, e cinco dias de medicação. Caso não desapareça, novos exames...para verificar a possibilidade de uma hérnia nos tecidos moles e brancos e tal (não entendo nada disto!). Se for isto, o remédio é não forçar a zona (óptimo para quem faz a vida a praticar exercício), ou fazer uma cirurgia para pôr uma "redinha" no sítio, e aliviar o incómodo. Pronto. E bastou este "talvez" para tirar o sôssego do rapaz. Já voltou a ficar branco e nervoso...e porque "ai, meu Deus"..."e se for"...e "espero que não"...e "não pode ser"... :p

Chegamos à casa depois da 1h, sem comer nada. Lá devoramos uns Big Mac (porque tinha mesmo de ser. Era preciso afogar as frustrações daquela espera!), e a criança estava eléctrica. Corria e gritava, gritava e corria. "Lala! Lala!", e a tia com cara de exaustão..."Sinto-me como se estivesse aqui há uma semana. Isto cansa!". Lol, lol! Pois cansa, cara irmã. É energia até mais não... :)

E pronto, uma hora depois de estar na cama...não sei quem adormeceu primeiro: se eu, se a M. Isto de andar nos joguetes tarde da noite, dá numa falta de sonooo...neles, os pequenos.

Ahhh...mas o melhor eu vos digo: a minha sala estava tão arrumadinha...nem imaginam! Os brinquedos partidos em sacas de lixo, a bonecada toda juntinha num canto, e a tralha dos jogos, milhões deles, toda organizada dentro do parque. Tão bom é poder andar livremente, sem estar nos desvios para não pisar numa peça de Lego (Ui! Quem não?). Thanks, Sis! Foste um amor! <3




4 comentários:

  1. Luana, posso recomendar uma coisa?Sem certezas de nada, mas não quererá o teu marido passar na clinnica do meu para fazer uma avaliação?Ele trata imenso desportistas, e há lesões muito tipicas e pode ser que ele consiga ajudar!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, minha linda! Vou falar com ele...realmente, não tínhamos pensado que um fisioterapeuta saberá melhor lidar com isto. :)
    Qual é a clínica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fisiomar, é aqui na Póvoa, mas de metro sais À portinha ;)

      Excluir
  3. Ui! De hérnias percebo eu. O meu marido tem duas na coluna!
    As melhoras
    Bjs

    ResponderExcluir